Catarina Ascensão e Patrícia Domingues

Ideia inicial de pesquisa

A voz de uma velhinha que canta é uma voz plena de vida… vida vivida um dia de cada vez, no seu todo, no seu tempo… onde a textura se fez a si própria, sem razão aparente. onde a “ingenuidade” do ser e do estar, surge naturalmente, e salta para fora apenas um natural cantar…

uma igreja. o silencio que se impõe ao sagrado. o sacro como suporte que sustém um corpo. uma mulher que dança. uma outra que canta.

uma velhinha que passa. outra.. outra… outra ainda.. e começa a cantar… e começam a cantar… a inquietude do silencio… a memória invade a âncora do tempo, e nesse surgir, vem o abraço vibrante de um olhar… uma mulher que dança. uma mulher que canta. e o que surge do encontro destes dois seres, dentro de um espaço que por si já contém um respeito inerente ao sacro. ao sagrado.

Galeria1

Metodologia

Criação de peças improvisadas, onde existe um forte trabalho de ligação entre a voz e o movimento, como estímulo mútuo, onde os dois corpos criam em função do espaço envolvente, integrando não só o espaço físico, mas também as pessoas que assistem, de uma forma mais passiva ou mais activa. Neste projecto pretende-se encontrar uma forte ligação não só com o espaço onde se irá realizar a peça – a Igreja – mas também com a comunidade local e os lugares onde ela habita. Durante o processo de residência, a primeira parte do trabalho será realizado directamente com as pessoas locais, e a segunda uma pesquisa resultante das experiências vividas.

O processo

Resultados finais

 

Biografia Catarina Ascensão

Catarina Ascensão, bailarina, criadora, professora. Iniciou o seu percurso artístico com Howard Sonenklar e Stephan Jurgens, tendo o primeiro contacto com a dança através do contacto-improvisação. Licenciada pela Escola Superior de Dança, na área de espectáculo, e com frequência da parte curricular do Mestrado na ESE, em Educação Artística-Teatro, desenvolve um trabalho em paralelo entre o ensino e a criação/interpretação artística. Professora em diversas escolas do ensino publico e privado, nos cursos profissionais de Teatro, Animador Sociocultural e Técnico de Apoio à Infância, e em cursos pontuais, tendo trabalhado nas várias faixas etárias, desde a infância à idade adulta. Como intérprete, trabalhou com diversos criadores, passando pela Companhia de Teatro de Almada e pela Companhia de Musica do TocáRufar. Co-directora artística da Companhia de Criação Teatral e Coreográfica . Binólogos e cofundadora do grupo Imprevisto Colectivo.

Entre 2012 e 2013 viajou durante 7 meses pela Índia, onde teve contacto com uma realidade completamente diferente do que viveu até então, tendo experiencias muito variadas, em diversas áreas… Neste momento os ecos dessa viagem ainda ressoam… e se reflectem em cada dia.

Contactos

Catarina Ascensão – catarjina @ gmail.com

Patrícia Domingues – patricia.a.domingues @ gmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s