Pedro Lopes

Ideia inicial de pesquisa

ArtenAldeia_PedroLopes (16)O projecto baseia-se na recolha da tradição oral junto dos habitantes da aldeia (contos, adivinhas, episódios de vida, quadras e cantares), e consequente incentivo à apresentação da mesma não só por mim como pelos próprios habitantes no decorrer do festival.

Este projecto poderá ainda incluir a passagem do material recolhido a uma plataforma escrita, assim como a apresentação de um “diário de bordo” com o relato das actividades diárias sob forma de blogue.

Metodologia Prevista

Após apresentação do projecto através de uma sessão de contos inicial junto da população, será desenvolvido um horário de “entrevistas” com os diversos elementos da comunidade que se demonstrem interessados em participar no projecto.

O processo de recolha terá a duração de uma semana e meia, sendo reservados três dias para a apresentação pública da recolha, assim como para o desenvolvimento das capacidades narrativas das pessoas envolvidas.

O processo

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultados finais

Blog Contos d’Aldeia – http://contosdaldeia.blogspot.pt/

“Era uma vez um pai que tinha dois filhos. Vendo-os crescer e não conseguindo decidir a qual deixar a sua herança chamou-os e disse-lhes que só decidiria depois de ambos conseguirem provar qual o que conseguiria ter maior êxito na vida. Partiram então em busca de um desafio que pudesse ajudar o pai na decisão. Chegando a um vale rico em mulas ambos decidiram criar uma povoação e ver qual se desenvolvia melhor. Do negócio de venda de mulas à agricultura ambos foram conhecendo desenvolvimento semelhante, surgindo de forma natural uma rivalidade entre as terras.

Essa rivalidade cresceu de tal forma que um dia chegou em que o pai deles morreu e nenhum deles abandonou a aldeia com medo de um qualquer golpe do outro. Cedo as pessoas cortaram as relações entre elas e sempre que se viam havia uma tensão crescente fazendo temer o pior. Foi então que sendo noite de ano novo, um dos irmãos decidiu avançar roubando o sino da igreja. Coberto pela noite escura e com a força que só o álcool dá avançou destemidamente carregando o sino em cima de um das mulas da terra.

Enquanto regressava à sua aldeia ouvindo o sino da sua igreja a repicar anunciando o novo ano que começava, não conseguiu esconder um sorriso vitorioso ao saber que, pelo menos, um ano de avanço já teria em relação ao seu irmão e rival. Pena o pai já não estar vivo para ver como ele se tinha superiorizado.” Conto

“Em tempos de ditadura o padre da aldeia resolveu electrificar a igreja, revolucionando por completo a aldeia.  Sendo a primeira e única casa que tinha rádio, cedo começou a ser alvo da inveja das pessoas, acabando por ser denunciado à PIDE. Sem outra hipótese acabou por se refugiar no Brasil. No regresso a Portugal já depois da revolução regressou a São Pedro. Sendo o único padre na região teve como primeira função neste seu regresso o funeral de quem o tinha acusado.” Dizem por aí

Biografia

Durante cinco anos trabalhei na Biblioteca Municipal de Grândola com actividades de promoção do livro e da leitura junto dos mais diversos públicos, tendo desenvolvido igualmente actividades de recolha da tradição oral junto da população da terceira idade do concelho. Há três anos que sou contador a título individual, tendo estado já em festivais em Portugal, Espanha, Polónia, Dinamarca, Roménia e Irão.

De momento estou a residir em Hamburgo, Alemanha, onde estou a desenvolver trabalhos juntos das comunidades portuguesas e hispânicas.

Contactos

Pedro Lopes – magnuspetrus @ gmail.com

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s